A Fila do Pão

Deus é maravilhoso! Ele se revela a nós com tamanha simplicidade, em pequenas sutilezas, pequenas coisas do dia a dia, que de tão simples, muitas das vezes são inatingíveis para aqueles que sempre estão atrás de um Deus teologisado, complexo e distante.

Depois de compor a canção Pequenas Coisas, desejei em meu coração viver em Espírito e em Verdade esta canção, de ver Deus no dia a dia. Ele, em sua infinita bondade e misericórdia, resolveu me atender…

Certo dia estava eu em um supermercado aqui do bairro onde eu moro. É daqueles supermercados de bairro, que nos atende nas pequenas emergências do dia a dia, e que tem no seu setor de padaria um bom pão francês. Era um dia de semana, e não lembro por qual motivo, eu estava em casa, acho que nesse dia estava trabalhando em casa em algum processo, não sei. O que importa é que eu estava em casa, e como sempre ouvi no meu tempo de Exército: “soldado no quartel, ou quer serviço, ou quer punição”, e quem vocês acham que o povo da minha casa escolheu para o serviço de ir à padaria, buscar o pão quentinho para o lanche da tarde? (Risos)

Então eu fui ao tal supermercado comprar o pão. Era um dia comum, em casa, logo, era um dia despretensioso. Não havia nada de novo em simplesmente ir comprar o pão. Era só levar o dinheiro, pedir 6 pães, pagar, voltar pra casa e comer. Para esta entediante tarefa, usei a minha “roupa de gala”: camiseta, short e um chinelo de dedo. Era uma tarde bonita, mas simples. Caminhei até ao supermercado e quando cheguei lá, fui direto para o setor de padaria, que fica nos fundos do salão do estabelecimento. Era 16 horas em ponto quando entrei na fila. Pois é, para vocês verem que o pão de lá é bem apreciado.

Percebi que eu talvez fosse o mais jovem na fila. Tinham umas 6 pessoas na minha frente e mais umas 8 pessoas atrás de mim. Esse supermercado, conforme vai tendo pão pronto, o coloca num cesto para que os próprios clientes se sirvam e coloquem na sacola a quantidade de pães que querem comprar.

Agora, quem lê este texto pode me perguntar: “tinha fila porque não tinha pão pronto”? Não, tinha um cesto cheio de pão, mas de uma fornada anterior. Aquela fila se devia ao fato de que havia um letreiro informando que às 16h15min sairia uma nova fornada de pães, fresquinhos e quentinhos, daqueles que dão prazer em levar para casa para acompanharem um bom café com leite!

Portanto, não pensei duas vezes, já imaginando a margarina lá de casa derretendo no pão que iria levar pra casa, entrei satisfeito da vida na fila. Afinal, era só mais 15 minutos de uma tarde tranquila, descompromissada, logo porque não esperar um pouco para ter o pão estalando de tão quente? (Risos)

Já estava na fila há uns 8 minutos, quando percebi aquele clima de fila chegar ao seu limite. Alguns já começavam a olhar o relógio, quem sabe pensando que já deveriam estar comendo pão em casa, mas não, estavam ali ainda na fila. É incrível como o homem é geralmente mais impaciente que as mulheres, e era nítido que os homens já não se aguentavam mais, quem sabe porque tinham mais coisas a fazerem do que estar numa fila de padaria de supermercado.

Foi quando eu olhei para o relógio de parede do supermercado e vi que já tinham se passado 10 minutos de fila. Nesse instante, um senhor saiu num ímpeto da fila, foi até o cesto e se serviu daqueles pães da fornada anterior mesmo. Ainda resmungou: “Ora, é tudo pão, o negócio é eu lanchar logo”! Como é da nossa cultura, e todos esperam que alguém tome a atitude primeiro no nosso lugar para que só ai façamos o mesmo, atrás desse senhor saíram mais umas 3 pessoas da fila do pão quente e também se serviram do pão que já estava lá. Essas 4 pessoas demoraram 2 minutos até que o último se servisse de pão, e quando esta última pessoa praticamente chegou ao caixa do supermercado, exatamente 16h12min, o padeiro trouxe a tão esperada fornada de pão! Era o fim da espera daquela fila.

Quando chegou a minha vez de me servir, minha mente foi tomada um estado de Graça, e foi como um raio na minha cabeça o pensamento que se seguiu: “tudo o que eu acabara de ver era um exemplo, uma parábola sofre esperar em Deus uma promessa, uma benção”. Logo me veio duas morais daquela cena que eu presenciava: primeiro, quem não espera o tempo da promessa de Deus em sua vida, por misericórdia, até recebe a benção, mas esta é como pão velho, só sacia nossa necessidade de alimento, mas sem nenhum prazer, é a benção apenas da sobrevivência, sem qualidade, sem excelência. Já a segunda moral da história era a de que já aquele que permanece firme nas promessas de Deus, recebe Dele, já não pela misericórdia, mas pela Graça, a melhor benção, a que além de saciar a necessidade, ainda traz gozo, prazer, cheiro e paladar agradável, como um bom pão quentinho, e o que é mais interessante, antes mesmo do tempo que imaginamos que iria demorar o tempo da promessa!

Muitas das vezes Deus nos dá uma promessa de benção e nos convoca a aprendermos a esperar o tempo Dele para que esta promessa nos seja entregue. Ficamos na fila da benção, assim como fiquei na fila do pão com a promessa de uma fornada às 16h15min. Deus fala conosco e só pede que entremos na fila. Mas nós perdemos a capacidade de esperar e trocamos o que é excelente pelo que é paliativo, trocamos o pão quente e saboroso pelo pão velho, murcho. (Êxodo 32: 1-8)

Mas quando estamos firmes nas promessas de Deus, quando nos sujeitamos a apenas esperar tranquilamente que a promessa Dele se cumpra em nossas vidas, certos de que aquilo que nos foi prometido é uma benção que nos edificará, que nos alimentará com excelência, com sabor, gozo, com cheiro de Graça, descobrimos que a promessa nos é entregue muito antes do que imaginávamos que iria demorar, assim como eu vi aquela fornada ficar pronta antes do prometido, às 16h12min, e não às 16h15min como estava programado. (Salmos 40: 1)

Sai dali em direção à minha casa maravilhado como Deus falou tão profundamente ao meu coração, como a Palavra Dele se revelou de maneira tão espontânea e simples. Ficamos de congresso em congresso, de reunião em reunião, de culto e culto, de monte em monte, achando que Deus apenas se manifesta onde há o “mover”, onde há o “poder”, onde há a “oração forte”, onde há a “adoração extravagante”, onde há os “grandes milagres”. Mas porque não procuramos a manifestação de Deus no caminho até a escola, até a faculdade, no trabalho, na reunião com os amigos, no dia no parque com os filhos, no almoço de domingo com a família, no sorriso de uma criança na poltrona da frente no ônibus, ou quando assistimos um pôr do Sol?

Depois dessa experiência, passei a prestar muito mais atenção nas “pequenas coisas”, nas experiências do dia a dia que podemos vivenciar com esse maravilhoso Deus!

Que a Graça e a Paz do Senhor Jesus Cristo seja com todos vocês!

“No sorriso das crianças // Na chuva e no pôr do Sol // No abraço de um amigo // Eu me encontro contigo, Jesus”.

Anúncios

Sobre Rodrigo Vilas Boas

Rodrigo Vilas Boas é cantor e compositor de Música Cristã. Tendo o Rock como veículo para anunciar as Boas Novas, seque sua trajetória preparando-se para gravar seu primeiro Álbum. Também busca através da Palavra e de suas experiências em Cristo dividir a Graça com a qual tem sido abençoado!

Publicado em 25/06/2010, em Experiências. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. LG Modesto

    É isso mesmo Brow, exatamente isso!
    Ele é tão suficiente podereso para se manifestar nas pequenas e nas grandes coisas. O Proprio Cristo disse que os Milagres seguiriam aos que cressem Nele (Mc 16:17), e nao nos seguir-mos eles.
    Valeu!
    A Paz!

    • Rodrigo Vilas Boas

      Poxa, vc disse tudo! Quando simplismente amamos Deus todas as demais coisas, experiências, milagres, acabam vindo sempre ao nosso encontro! Grande abraço!

  2. Grande experiência, uma grande verdade o que vc disse, temos que apreciar mais os momentos simples e aprender a esperar pela promessa de Deus, pq Ele nunca falha e nunca deixa de cumprir..

  3. Esse é o segredo,num tem código nem anjos e demonios nem pedra filosofal dentro do calice de fogo que possa dizer ao contrário…

    • Rodrigo Vilas Boas

      É vero meu brother Kadu! Vamos seguindo e aprendendo no Caminho! Estamos juntos! Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: